Vazamento de gás no Guarujá assusta moradores do canal 1 em Santos.

“Não sabíamos o que fazer, se deveríamos sair de casa, fechar ou abrir as portas e janelas.”

Nesta quinta-feira, 14, uma fumaça tóxica invadiu a cidade do Guarujá, tomando proporções cinematográficas.

Fumaça “cinematográfica” após explosão. (Imagens: Polícia Militar/Tv Tribuna On Line)

O acidente foi provocado por uma explosão, após água ter entrado em contado com o gás que estava armazenado em contêiner. Foi apurado que pelo menos 25 contêineres foram atingidos pela explosão que tomou conta da cidade do Guarujá e chegou a Santos em poucas horas.

Nossa reportagem conversou com uma moradora do canal 1 em Santos, região drasticamente afetada pela fumaça tóxica. Simone A. Lopes relatou que por volta das 22 horas da quinta-feira, sentiu um forte cheiro semelhante ao de pneus queimados, e quando foi até a portaria do condomínio onde mora, percebeu a neblina escura que cobria as ruas. “Nós não sabíamos o que fazer, se deveríamos sair de casa, fechar ou abrir as portas e janelas. O cheiro era muito forte e a presença do gás em casa nos causava mal estar. Não recebemos informação de como deveríamos proceder, se deveríamos sair ou permanecer em casa, abrir ou fechar portas e janelas, e isso nos deixou inseguros. ”

Moradora registra região em Santos coberta por fumaça tóxica.

Simone ainda conta que após entrar em contato com a chuva, quando precisou sair de casa, sentiu forte coceira pelo corpo, e sua filha, após a entrada do gás na casa, teve tosse, irritação na garganta e coceira.

Além do Guarujá e Santos, Também foram afetas as cidades São Vicente e Cubatão.

Os trabalhos no local do acidente continuam nesta sexta-feira e laudo da Cetesb deve apontar os detalhes da quantidade do material que causou a explosão.

 

Reportagem: Giovanna Réa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*