CASO LEONARDO: NAMORADO DA MÃE DO GAROTO É ESPANCADO.

POPULAÇÃO AGRIDE HOMEM POR ENGANO.

Quando a população decide fazer justiça com as próprias mãos, tragédias podem acontecer. Fato semelhante ao de Guarujá, quando uma mulher foi espancada até a morte, acusada por engano de bruxaria, poderia ter ocorrido em São Sebastião. O namorado da mãe do garoto Leonardo, quase foi linchado por populares que acreditaram ser ele o assassino da criança. Esta semana, o primo, Durvalino Gonçalves de Souza, de 23 anos, confessou o crime à polícia.

A polícia deixou claro que o namorado da mãe de Leonardo em nenhum momento foi indicado como suspeito de cometer o crime, mas que boatos espalhados pelo aplicativo whatsapp acusavam o homem e a partir disso ele foi cercado e agredido, tendo até que deixar o bairro, por medidas de segurança.

 

Durvalino confessa ter matado o primo de apenas 6 anos. (Fonte A Tribuna On Line)

O caso:

Leonardo, 6 anos desapareceu na quinta-feira, dia 18, por volta das 16 horas quando ia de bicicleta na casa de um amigo na mesma rua. Após a demora para retornar, o pai foi em busca do menino e soube que ele não chegou na casa do amigo. Desesperado, ele imediatamente começou a procurar o filho pelo bairro, sem sucesso. Durvalino permaneceu na casa, sem se abalar com a preocupação do pai do garoto.

O corpo foi encontrado em um terreno a 300 metros da casa, através do trabalho conjunto da Polícia Civil, Polícia Militar e um conselheiro tutelar de São Sebastião.

Nos primeiros momentos da investigação, Durvalino disse que apenas deu um soco no garoto por que Leonardo estava puxando a sua bermuda, e não tinha a intenção de matá-lo. Conforme avançou a confissão, ele afirmou que cometeu o crime por que era “inimigo mortal” da mãe de Leonardo, sua tia, e ela também afirma que em outra ocasião eles já tiveram uma discussão séria, em que ele tentou matá-la, mas nunca imaginou que ele pudesse fazer algum mal ao seu filho. Durvalino participou da reconstituição do crime junto à Polícia Civil na quinta-feira, dia 25 pela man
hã.

Terreno onde o corpo de Leonardo foi encontrado. (Foto: A Tribuna On Line)

O pai, muito abalado, afirmou que Leonardo era sua paixão, e que também nunca imaginou que Durvalino tentasse fazer algum mal à criança, e que nunca presenciou alguma cena de violência entre o homem e o garoto.

leonardo

Leonardo, 6 anos. Primo confessou o crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*