ESCÂNDALO NA PREFEITURA DE SANTOS!

“Jornal Diario do Litoral denunciou suposto esquema de pagamentos ilegais”,

Do Diario do Litoral

O vereador Evaldo Stanislau (Rede), que denunciou o esquema de ‘chequinhos’ da Prefeitura de Santos, gerando investigações no Ministério Público (MP), está cobrando novas informações da Administração Municipal. Em requerimento apresentado no Legislativo Santista, o parlamentar cobra a remessa da lista com o nome de cada pessoa paga desta forma em 2015, bem como a função exercida e o valor recebido. A lista também deverá ser enviada ao MP assim que chegar às mãos do parlamentar, conforme os demais documentos.

“Além disso, também busco informações sobre quantos são os beneficiados com pagamentos em dinheiro, mediante depósito na conta corrente, sem identificação de quem faz a transação bancária. Esta prática, que é quase um caixa dois do setor de recursos humanos do Governo, foi denunciada pela Imprensa regional”, afirma Stanislau, referindo-se à reportagem do Diário, que serve como base do inquérito civil aberto pelo promotor Eduardo Antonio Taves Romero.

Prefeitura de Santos é investigada pelo Ministério Público

Prefeitura de Santos é investigada pelo Ministério Público(Foto: Matheus Tagé/DL)

Segundo o parlamentar, existe manutenção do esquema de ‘chequinhos’, mesmo após os inquéritos para apurar o uso indiscriminado de recursos dos cofres municipais inclusive para compra de apoio político. Conforme Stanislau, em 2013, no esquema dos ‘chequinhos’, foram gastos R$ 9,2 milhões em quase 7 mil pagamentos. Em 2014, foram mais R$ 13 milhões com pessoas que não integram os quadros do funcionalismo público municipal.

“Em muitos casos, estes pagamentos seriam feitos por meio de depósitos em dinheiro, com valores entre R$ 1 mil e 2 mil. A transação é feita com o uso de envelopes nos caixas eletrônicos, dando a entender que a própria pessoa beneficiária seria a depositante”, revela.

Chuva  

Na Câmara, apesar do requerimento ter sido subscrito por três parlamentares – Benedito Furtado (PSB), Douglas Gonçalves (DEM) e Zequinha Teixeira (PRP) – Stanislau tem pouco apoio na cobrança do Governo sobre o esquema de ‘Chequinhos’, que já ganhou as redes sociais em Santos. Ele só vem encontrando respaldo do MP, que já abriu três inquéritos. Os demais pares, principalmente os oito do PSDB e o oposicionista Adilson dos Santos Júnior (PT), não vêm se mostrando empenhados em apurar as denúncias, apenas garantindo que não possuem apoiadores no esquema.

Mantido até então nos corredores do Paço José Bonifácio, o esquema se ratificou por intermédio do vereador José Lascane, do próprio partido do prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), e pelo depoimento do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santos (Sindserv), Flávio Saraiva. Também pelo ex-secretário de Cultura Raul Christiano que, ao lado do secretário de Gestão, Fábio Ferraz, revelou a existência de pagamentos via ‘chequinhos’ em um encontro no Legislativo.

Recentemente, o Sindserv fez uma manifestação na Câmara de Santos, quando se aprovava o reajuste dos servidores públicos. Os servidores protagonizaram uma ‘chuva de chequinhos’ no plenário, com uma simulação de um cheque do ‘Banco Paulo Alexandre Barbosa’, em referência ao prefeito, contando ainda com a foto e a assinatura do chefe do Executivo santista.

Quer saber mais? Acesse: www.diariodolitoral.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*