BOLSONARO QUER PM COM CONDIÇÕES JURÍDICAS PARA ATIRAR NA BANDIDAGEM!

jairbolsonaro-1

Ao desembarcar em Manaus, Jair Bolsonaro (PSC), pré-candidato a presidência, mais uma vez fez uso de sua forte verborragia e defendeu mais uma vez que Policiais devem sim sentir tranquilidade em atirar na “bandidagem”, sem toda essa perseguição de grupos de “Direitos Humanos”. Bolsonaro afirmou que vai lutar pelo chamado excludente de ilicitude para os policiais em serviço. A proposta é que o policial responda por eventuais danos que provoque com uso de armas, mas não seja punido.

“Nós vamos brigar pelo excludente de ilicitude. O policial militar em ação responde, mas não tem punição. Se alguém disser que quero dar carta branca para policial militar matar, eu respondo: quero sim. O policial que não atira em ninguém e atiram nele não é policial. Temos obrigação de dar retaguarda jurídica a esses bravos homens que defendem nossa vida e patrimônio em todo Brasil”, declarou.

Excludente de ilicitude, é quando mesmo a pessoa praticando um crime, ela não será considerada uma criminosa. São elas: estado de necessidade, legítima defesa, exercício regular de um direito, estrito cumprimento de um dever legal, como no caso, a Policia Militar, revidando os ataques!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*