Sobre o programa

Em 2008 a TV Vale das Artes, canal público não estatal da cidade de Peruíbe, Litoral Sul de São Paulo, passava por um dos seus piores momentos em sua história, que àquela altura, já contava com aproximadamente 10 anos de existência. Com audiência baixa e com uma gestão artística desastrosa, a direção do canal viu a coisa piorar quando uma dissidência de profissionais que estavam na gestão da TV, decidiu fundar um outro canal local, esvaziando a já combalida TV.

1896771_10152222644374770_642234527_n

O Presidente da emissora à época, Cléber Bezerra, vendo a “nova” TV começar a engatar ao dar espaço cativo para a alta sociedade Peruíbense e a Vale das Artes dando traço em audiência, decidiu apostar na vinda de um profissional técnico, com expertise e que levasse a emissora a um novo patamar e que fizesse frente a concorrência. Foi assim que Cristen Charles no começo de 2009 chegou à direção geral da TV, promovendo mudanças consideráveis.

na-mira-proppaganda

Sid Oliveira, Cristen Charles e Luciano Olivan, estiveram nos primórdios do programa Na Mira na TV Vale das Artes

Renovando 100% a equipe de trabalho, dispensando nomes “históricos”, mas que davam pouco (ou nenhum) resultado à emissora, Cristen decidiu apostar em uma TV popular, que desse voz à comunidade e seus problemas e em programas que valorizassem a cultura local.

10296729_10152414979689770_1700424442255408314_n

Decidido a apostar em jornalismo local, Cristen trouxe de Limeira, o especialista em marketing televisivo Douglas Cason e juntos começaram, mesmo com limitações de recursos, a desenvolver o “Na Mira”, programa de cunho policial e popular, com reportagens dinâmicas, bom humor e muita prestação de serviço.

Debates foram promovidos no programa.

Debates foram promovidos no programa.

Mesmo com limitações técnicas e meio mambembe, o primeiro programa começou muito bem, surpreendendo a todos. Num primeiro momento, não apenas deixou a concorrência local para trás em audiência, mas logo passou a ficar à frente por um bom tempo, dos canais das grandes redes e afiliadas regionais. Se a concorrência local dava espaço aos engravatados e ricos da cidade, o “Na Mira” apostava no lado que alguns queriam jogar para embaixo do tapete, o lado do povo.

hqdefault (1)

1915485_190197229769_5317738_nCom um estilo que lembrava o “Cadeia”, programa apresentado nos anos 90 pelo popular Alborghetti, o apresentador à época, Sid Oliveira, vociferava a plenos pulmões o sofrimento da população e Cristen Charles respondia pela direção, reportagem de rua e supervisão de edição. Pouco tempo depois, vindo do rádio, Luciano Olivan, chega para agregar apresentando reportagens de rua, montando assim um grupo coeso por quase dois anos.

 

Com a saída de Sid Oliveira, a direção escolhe Luciano Olivan para assumir a bancada do programa que mantinha a liderança em audiência em Peruíbe. Olivan com sua experiência de rádio, era mais contido, mas nem por isso menos contundente que Sid Oliveira. Sua passagem pelo programa, foi marcada por opiniões mais técnicas, jornalismo investigativo, fortes denúncias e uma prestação de serviço muito forte, características que são mantidas até hoje no atual formato do programa, e a partir dessa época, o subtítulo “Informação Verdade” é agregado ao “Na Mira”, para diferir de outros programas com o mesmo título.

caricatura cristen charles

A passagem de Luciano Olivan foi importante para dar sequência ao programa, e quando o mesmo se desliga da atração, para participar da coordenação de uma campanha eleitoral, a TV Vale das Artes viu seu programa carro-chefe mais uma vez sem apresentador e com o formato um tanto quanto desgastado.

Em todos os momentos com o povo. Cobertura das enchentes, é uma marca do programa!

Em todos os momentos com o povo. Cobertura das enchentes, é uma marca do programa!

Se a primeira fase do Na Mira, com Sid Oliveira no comando era mais policial e verborrágica e a segunda fase com Olivan, mais contida e jornalística, a terceira fase do programa entraria para a história das TV’s locais, ao levar ao extremo a máxima do jornalismo popular, e fazer uma mistura do que deu certo, com outros formatos de sucesso das grandes emissoras.

O programa segue a linha de programas populares.

o programa segue o formato dos programas populares consagrados.

A reformulação do “Na Mira” foi quase total, a bancada é deixada de lado e um cenário amplo entra em cena, switcher, microfones profissionais, iluminação de ponta, estúdio dedicado, estrutura moderna, identidade visual reestruturada e com novos repórteres, como o experiente José Contreras, Rafael Silva, Celso Lima, Nathaly Azevedo e Tuca Fumagalli, o programa parecia pronto para uma nova e melhor fase, mas a pergunta que não queria calar: quem comandaria a atração?

bolsonaro2

Autoridades, como o Deputado Jair Bolsonaro, estiveram no programa.

Cristen Charles, experiente nas reportagens e na direção do programa, assume também a apresentação e sob desconfiança, comanda uma atração com mais de duas horas semanais e com a mesma contundência de sempre. Suas principais características logo surgem e vencendo a desconfiança, o “Na Mira” lidera em audiência e começa a incomodar cada vez mais as grandes emissoras. A disputa já não era mais com as TV’s locais, mas sim com afiliadas da Globo e da Record, pelo menos na cidade de Peruíbe.

11896196_1008289519202637_9117213480559923885_n

Outra característica importante do programa, é a cobertura policial.

Seis meses depois, um fato marcante para a televisão local: o programa se torna diário e um dos mais fortes meios formadores de opinião na cidade de Peruíbe e região. Com Cristen no comando da atração, o programa ganhou uma identidade própria e com o estilo livre e popular, conquistou uma grande e fiel audiência, fazendo do “Na Mira: Informação Verdade”, o programa de jornalismo comunitário oficial da cidade de Peruíbe e região.

EMAÇÃO

Luciano Olivan em ação, um repórter veterano na atração.

A formação atual do “Na Mira”, conta em seu time de repórteres com talentos como: Cauê Machado, Luciano Olivan e Taís July. Além de parcerias com a agência de notícias EBC e com a TVT, fortalecendo assim, seu conteúdo jornalístico. O “Na Mira: Informação Verdade” tornou-se uma grande marca também para a imprensa local, pois em sua linha jornalística assume uma postura livre, investigativa e de bom senso, já que a prioridade da equipe é levar a Informação Verdade para a população.

CAUÊ

Cauê Machado é o novo e talentoso repórter do “Na Mira”.

Assista o nosso vídeo institucional:

O “Na Mira: Informação Verdade”, é exibido de segunda a sexta, às 13 horas, na TV Vale das Artes de Peruíbe, canal 16 do analógico e 8 do digital. Com maratona com todos os programas aos sábados e domingos, a partir das 13 horas, os programas de segunda, terça e quarta são reprisados em sequência e a partir das 19 horas, os programas de quinta e sexta são reprisados. Uma característica curiosa, é que mesmo com as reprises estratégicas, o programa consegue manter uma grande e fiel audiência.

O “Na Mira: Informação Verdade”, tambémpode ser assistido pela internet através do site www.programanamira.com, do canal do youtube do apresentador, www.youtube.com/cristencharles e também na fanpage do programa no facebook, www.facebook.com/programanamira, sempre a partir das 14 horas, são postados os programas do dia.

Um comentário

  1. Maria das Graças Soares

    Por favor a Prefeita de Peruíbe esta cobrando nas contas de Luz a luz da Prefeitura isso é demais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*